sexta-feira, 3 de agosto de 2012

O que definitivamente voce não deve ter em seu blog

Agregador de links
1- Relógio:Onde o blog é visto? No computador. Conhece algum computador que não mostra a hora na 'Barra de ferramentas'? Mas, digamos que não tivesse, ainda haveria uma lista de lugares para se obter a hora. Veja: (1)o braço; (2)a pessoa do lado; (3)quem vai passando; (4)a parede; (5)o microondas); (6)o rádio-relógio; (7)a rádio que voce estiver ouvindo;(8)o site "Hora Certa", e uma infinidade de outros sites na web, onde basta digitar no campo de pesquisa do Google "hora certa"(em uma nova guia do navegador), e depois fechar a janela, sem precisar ocupar área do seu site com um relógio, mostrando mais do que tudo que o seu site não tem coisa interessante, que precisa ser preenchido de bobagens para dar um aspecto de interessante. Fica "bonitinho", mas apenas para o próprio dono. Bem, mas se ele de repente tem o blog apenas para si mesmo, já não está mais aqui quem falou. Mas ai, poderia continuar escrevendo no 'WordPad' e salvando seu material na pasta 'Meus documentos', afinal, voce escreve para si mesmo.

Sabe com o que eu comparo blogs que usam isso? Com burro de cigano: cheio de enfeites bizarros e ridículos, que não tem nada a ver com a proposta essencial. No caso do blog, esta proposta é um lugar para voce compartilhar coisas curiosas e interessantes com outras pessoas. Mas, onde é que relógio se encaixa nestes requisitos? Só interessa a voce mesmo, meu caro.
2- Player de música: A maioria massacrante das pessoas que a gente espera que leia nosso blog está trabalhando. Fora essas pessoas, sobram os aposentados, as velhinhas do asilo e crianças(pentelhos, na verdade). Só que acessar certos blogs em horário de trabalho é um sacrilégio. Quando a internet da empresa não bloqueia a palavra "blog" como a uma maldição do livro de São Cipriano, ou quando voce consegue através de algum tutorial burlar essas muralhas feudais em tempos modernos, ai o próprio dono do blog te convence de que realmente voce entrou numa roubada ao acessar o blog dele. Aquela música estridente explode nas caixas do teu micro, chamando a atenção de clientes da loja, daqueles amigos que apostam na tua demissão e, acredite, do teu chefe. Voce está na roça, meu caro. E o dono do blog preparou esta armadilha pra ti, como dizem os gaúchos. Mas, digamos que voce seja um dos velhinhos do asilo, ou a babá dos pentelhos, vai se arrepender do mesmo jeito. O velhinho pode acordar o amigo ranzinza do lado, que vai lhe acertar o coco careca com uma bengala bem provida de força, o suficiente para te ensinar a não acessar porcarias burras na internet. Com a questão do player musical no blog ocorre o mesmo que já foi dito em relação ao relógio, com um agravante: alguém precisa ser ingênuo até os limites do universo para acreditar que um internauta vai garimpar um assunto no Google para curtir outro quando chegar ao seu blog, assim, de uma hora para a outra, de "leitor" passar a "ouvinte". Além do mais, voce não é lá um DJ, e se fosse, o público na web é por demais diversificado em gosto. Para cada 1 milhão acessos em tua página,a credite, 1 talvez gostasse da mesma música que voce gosta, mesmo assim, lembre-se, muito provavelmente ele não veio até seu blog para ouvir a música, pois se ele estivesse a fim de ouvir, acessaria uma lista ainda maior de sites com música para baixar, do gênero.
3- Letreiros luminosos e fontes piscantes: Letreiros luminosos, fontes piscantes, textos rolando de um canto a outro da página com recados que só voce lê é perda de tempo. Pode ter certeza, quem acessa teu blog tem uma objetivo em mente, mas se não o encontra bate logo em retirada. Lembre-se de que esses navegadores atuais, principalmente o Google Chromo, são ótimos em permitir a saída rápida de uma página que não tem o que a pessoa foi buscar. Há dez anos atrás, com a internet discada, levava-se 5 minutos para abrir uma página, logo, a pessoa não ia querer sair dali em questão de segundos. Acabava tentando extrair algum sentido. Agora não. É fácil. Abre-se várias janelas no navegador(geralmente eu trabalho com umas 20 guias abertas) e fecha-se mais rápido ainda quando a página tem cara de cassino de Las Vegas. Ninguém vai ficar olhando muito tempo para uma página que mais parece uma alegoria carnavalesca, uma versão online do Boi-bumbá, nem ficar vesgo de tanto mirar num caminho de formiga, que são essas letrinhas pulando do nada em um extremo da barra lateral e sumindo no outro. Dá até ânsia de vômito, Deus que me livre!
4- Anúncios demais: Pela mesma razão de todos os motivos citados acima, o internauta não chegou até seu blog para comprar nada, pode apostar. A menos que seu site seja uma loja virtual, desencane da ideia de colocar mais que um banner em seu site, seja qual for o programa de afiliados com o qual voce trabalha. No Google AdSense, por exemplo, colocar três anúncios numa página(que é o limite) faz com que o clique dado em um seja desvalorizado, além de que existe a possibilidade também de um ou mais anúncios não serem bem segmentados, e assim, não exibidos, diminuir o percentual de cobertura, reduzindo também o valor pago por clique(veja mais aqui). É horrível um site com cara de barraca de camelô, além do que fica nítida a apelação por uma "graninha". Hora, voce não espera ganhar dinheiro, pois se fosse para isso, começaria aprendendo uma série de técnicas, como SEO e webdesigner, coisas que voce não tem, pois se tivesse não estaria com uma blog com cara da feira do Brás ou de um bairro chinês.
5- Widgets: Não abuse da oferta de 'widgets' e 'gadgets' do Blogger. Nada de colocar "alimente os peixinhos", "pegue o pombo" e "passe o mouse". Lembre-se: voce não escreve para retardados, escreve? Ou seu clube é o daqueles que jogam nos aplicativos do Facebook, uma ideia débil do falido Orkut? Todos esses apetrechos idiotas sobrecarregam a página atrapalhando o objetivo do internauta que chegou ao seu blog para simplesmente ler um artigo.

Outro pecado que se inclui aqui são aqueles pop-up que abrem sobre a página  forçando convidando o visitante a clicar em algo que ele não quer. No máximo, use uma sobreposição convidando o visitante a curtir sua página no Facebook, pois estes serviços sempre mostram um "X" enorme indicante FECHAR.
6- Cores de fonte e fundo indistintas: É um erro capital a má escolha das cores da página. Isso se refere às cores dos cabeçalhos dos 'widgets' na lateral, as cores do 'content' (fundo da área do texto principal), dos cabeçalhos do texto principal, do 'header'(cabeçalho do blog). É desestimulante acessar um blog em que as letras se misturam ao fundo, ou que são vibrantes e contrastam demais, como verde claro em fundo preto, laranja ou vermelho. Procure dar um toque 'clean' ao seu blog. Veja como referências os portais de notícias(a combinação de cores suaves) e os grandes sites, como Facebook e Twitter. Falando nisso, não cometa jamais a estupidez de colocar em seu blog um layout que imite o Facebook ou Twitter. Eu falei para voce usar como referência, não para obter uma cópia gratuita e vulgar. Um pouco de auto-estima faz bem. Então, capriche na personalização e não morra na praia de infinitos e insignificantes blogs que compõe a blogosfera. Se achar que não tem competência para isso, seja humilde e contrate um profissional para dar aquele 'up-grade' em seu 'layout', ou então procure uma ocupação que exija menos sensibilidade à elegância, classe e estilo.

4 comentários:

  1. Concordo com tudo!!!
    Bacanas as dicas..
    Parabéns...
    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Andrea. Pra voce também.

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidade!